PCA

PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO AUDITIVA

É um conjunto de medidas técnicas ou administrativas, distribuídas e mantidas ao longo do tempo, que agindo de forma integrada e complementar entre si, pode servir de substituto temporário a modernização tecnológica e melhoria das condições de trabalho como um todo.

OBJETIVO DO PCA

O principal objetivo de um PCA na empresa é a proteção da saúde do trabalhador, ou seja, prevenir que os trabalhadores expostos a níveis de ruído perigosamente altos desenvolvam perda auditiva induzida pelo ruído ocupacional (PAIR).

O ruído é um dos “contaminantes” mais comuns, encontrado facilmente tanto no nosso dia a dia como em grande parte dos processos industriais.

O controle do ruído é, por tanto, uma questão de considerável importância econômica e social e esta importância tem crescido progressivamente nos últimos anos. Cada vez mais, uma ampla variedade de profissionais compartilham um interesse vital por este problema: técnicos, engenheiros, arquitetos, urbanistas, oficiais do governo, higienistas ocupacionais, médicos, fonoaudiólogos, entre outros.

A característica multidisciplinar do PCA faz com que as habilidades, conhecimentos e experiências de cada profissional envolvido no programa sejam aproveitadas ao máximo, integrando os trabalhadores expostos, aumentando consideravelmente as chances de sucesso.

Os requisitos propostos por este material para a elaboração, execução e administração de um Programa de Conservação Auditiva estão baseados nos requisitos apresentados pela OSHA (Occupational Safety and Health Administration) nos USA, que promulgou essas regulamentações depois que a PAIR ocupacional foi reconhecida como um problema de saúde, onde estão especificados requerimentos mínimos que as empresas devem cumprir e no que está estabelecido no documento da FUDACENTRO – Programa de Proteção Respiratória – Recomendações para Seleção, Manutenção e Uso de Equipamentos de Proteção Respiratória, como as etapas mínimas que também poderiam ser aplicadas em um Programa de Conservação Auditiva.

BENEFÍCIOS DO PCA

É possível conseguir motivação tanto dos empregadores quanto dos empregados para uma implementação eficaz de um PCA em uma empresa, pois muitos benefícios podem ser observados para ambas as partes, como exemplificado a seguir.

Benefícios do PCA ao empregado

Benefício direto: prevenção da PAIR ocupacional

Melhoria da qualidade de vida: a perda auditiva afeta a capacidade de comunicação do indivíduo, que é essencial para viver bem em sociedade.

Redução dos impactos no organismo: menor nervosismo, estresse, doenças cardiovasculares e outros males ocasionados pela exposição excessiva ao ruído.

Melhoria no trabalho: habilidade em dar e receber orientações, utilizar o telefone, ouvir sinais de alerta e sons de máquinas, aumento das chances de mobilidade de função dentro da empresa.

Disponibilidade para o mercado: a perda auditiva diminui o potencial do indivíduo em conseguir um novo emprego.

Manutenção da Saúde: prevenção de problemas auditivos de origem não ocupacional, que podem ser detectados pelos exames anuais que fazem parte do PCA.

Benefícios do PCA ao empregador

Benefício direto: aumento da produtividade do empregado, pela redução do estresse e fadiga, relacionados à exposição ao ruído.

Diminuição do índice de acidentes na empresa: ganhos monetários diretos e indiretos Manutenção da imagem da empresa: prática de políticas que dizem respeito à

saúde e segurança dos funcionários Versatilidade dos empregados: aumento das possibilidades de mobilidade de função, reduzindo gastos extras devidos a novas contratações e treinamentos.

Redução da rotatividade de pessoal: melhoria do relacionamento entre os funcionários.

Redução de gastos: prevenção de perdas de dinheiro por possíveis pagamentos de indenizações.