NR 35 Trabalho em Altura

1.Objetivo:

Capacitar, atualizar e certificar profissionais em conformidade com a Norma Regulamentadora nº35 (NR- 35), de forma a estabelecer os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade e cumprir dispostos da NR-35 em sua Portaria SIT n.º 313, de 23 de março de 2012 do MTE, em relação à capacitação de pessoal;

A capacitação de Executante para Trabalho em Altura é um curso obrigatório para o profissional que irá desempenhar o trabalho em altura.

Após o prazo de 2 (dois) anos, o profissional deve realizar o Curso de Reciclagem, de modo a ratificar os conceitos da formação e associá-los às nova situações encontradas no dia a dia laboral.

A capacitação de Supervisor para Trabalho em Altura é válida por 2 (dois) anos, sendo um curso obrigatório para o profissional que irá desempenhar a supervisão do trabalho em altura.

O curso visa a cumprir o que determina a Norma Regulamentadora em seu item 35.4.3 Todo trabalho em altura deve ser realizado sob supervisão, cuja forma será definida pela análise de risco de acordo com as peculiaridades da atividade.

Decorridos 2 (dois) anos, o profissional Supervisor deverá realizar o Curso de Reciclagem com duração de 20 horas.

Observação: Este curso não habilita para ser instrutor.

2.Carga Horária:

8 (oito) horas - Formação de Executante;

40 (quarenta) horas - Formação de Supervisor;

8 (oito) horas - Reciclagem.

3.Público Alvo:

É dirigido a Profissionais que irão desempenhar as atividades em altura.

4.Conteúdo Programático:

  1. Normas e regulamentos aplicáveis ao trabalho em altura;
  2. Análise de Risco e condições impeditivas;
  3. Riscos potenciais inerentes ao trabalho em altura e medidas de prevenção e controle;
  4. Sistemas, equipamentos e procedimentos de proteção coletiva;
  5. Equipamentos de Proteção Individual para trabalho em altura: seleção, inspeção, conservação e limitação de uso;
  6. Acidentes típicos em trabalhos em altura;
  7. Condutas em situações de emergência, incluindo noções de técnicas de resgate e de primeiros socorros.

5.Metodologia:

Curso teórico-prático; Realização de práticas: Estudo de casos de acidentes e doenças do trabalho decorrentes de exposição aos riscos existentes na empresa.