Afastamentos Previdenciários Acidentários (2012-2017) em Pernambuco

Atualizado: 8 de Abr de 2019

Segundo dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, o impacto previdenciário dos afastamentos no Estado de Pernambuco foi de R$ 601.316.346,27, em 6 anos.


Dados do Estado de Pernambuco


De 2012 a 2017 foram registrados 51.820auxílios-doença por acidente do trabalho (B91). o impacto previdenciário dos afastamentos da localidade foi de R$ 601.316.346,27, com a perda de 13.369.036 dias de trabalho.





10 Setores Econômicos com mais afastamentos


  • Construção de edifícios - 2.691

  • Bancos múltiplos, com carteira comercial - 2.491

  • Fabricação de açúcar, em bruto - 2.073

  • Transporte rodoviário coletivo de passageiros, com itinerário fixo, municipal e em região metropolitana - 1.449

  • Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios - hipermercados e supermercados - 1.323

  • Limpeza em prédios e em domicílios - 1.260

  • Comércio atacadista de bebidas - 1.193

  • Atividades de teleatendimento - 1.158

  • Atividades de atendimento hospitalar - 1.128

  • Administração pública em geral - 1.077


10 motivos mais frequentes (Acidentes e Doenças)

  • Dorsalgia - 5.756

  • Fratura ao nível do punho e da mão - 4.150

  • Lesão no ombro - 3.548

  • Fratura da perna, incluindo tornozelo - 3.478

  • Sinovite e tenossinovite - 2.895

  • Fratura do antebraço - 2.424

  • Fratura do pé (exceto do tornozelo) - 2.257

  • Fratura do ombro e do braço - 1.792

  • Mononeuropatias dos membros superiores - 1.430

  • Hérnia inguinal - 1.165


#Auxíliodoença #Pernambuco #Afastamentoprevidenciario #Previdencia

24 visualizações
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social